quarta-feira, julho 17, 2024

Implementos têm estabilidade nos cinco primeiros meses de 2024

Em maio de 2024, os implementos rodoviários registraram queda na comparação com abril de 15%. Apesar disso, o acumulado do ano continua positivo, acima de 6%, mostrando a resiliência do segmento.

Implementos têm estabilidade nos meses de 2024

Conforme o presidente da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), Andreta Jr., apesar de algumas variações pontuais, os implementos acabam acompanhando o desempenho de emplacamento dos caminhões.

Os caminhões também fecharam o comparativo com abril em queda de 11,27%, mas no acumulado marcam mais de 45 mil unidades comercializadas nos cinco primeiros meses de 2024, marcando volume superior em 7,47%. 

Já quando a análise é feita perante a maio de 2023, o número de emplacamentos é maior em 18,66%.

Veja mais: Vendas de caminhões têm queda de 11% em maio de 2024. Veja os mais…

O que diz a Anfir sobre o desempenho de 2024

Para o presidente da Anfir (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários), José Carlos Spricigo, o equilíbrio mostra que a indústria soube manter o mercado logístico abastecido de implementos rodoviários mesmo diante das enchentes que do Rio Grande do Sul.

De janeiro a maio, foram comercializados 61,6 mil reboques, semirreboques e carrocerias sobre chassi.

Já o segmento de leves, em movimento contrário, registrou queda de 6,1% com 24,7 mil carrocerias sobre chassi entregues nos cinco meses de 2024. No mesmo período do ano passado, as vendas acumulavam 26,3 mil unidades.  

Por Rodrigo Samy, com informações da Anfir e Fenabrave

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados