Caixa apresenta linha de crédito para antecipação de fretes

Caixa crédito para antecipação de fretes

O caminhoneiro autônomo reclama muito da dificuldade de receber alguns saldos de frete (clique aqui e veja dicas para não tomar esse tipo de calote). Por outro lado, por conta da crise atual, muitos transportadores falam das dificuldades de receber esse valor do dono da carga. Vendo aí uma oportunidade de mercado, a Caixa apresenta ao mercado o Giro Caixa Transporte, uma linha de crédito de antecipação de fretes.

 

Quando, quanto e como

A nova linha para pagamento de frete estará disponível a partir de 24 de janeiro de 2022. As empresas que contratam serviço de frete a prazo poderão solicitar ao banco que antecipe seu pagamento diretamente para o transportador autônomo, que receberá o valor à vista por meio de crédito em conta da CAIXA, inclusive Conta Poupança Digital, no CAIXA Tem.

O recurso terá taxa de juros a partir de 1,99% ao mês. Para efeito de comparação, no mês de outubro de 2021, o empréstimo pessoal comum teve taxa média de 6,38% de juros ao mês, segundo pesquisa do Procon-SP.

As empresas poderão antecipar os fretes que tiverem registro no sistema da Secretaria da Fazenda a partir da emissão do Manifesto Eletrônico Fiscal (MDF-e). Isso porque o documento é amplamente utilizado pelas empresas do ramo e armazena informações sobre a carga e os responsáveis pelo transporte.

A amortização do empréstimo é feita em parcela única, cujo vencimento será na mesma data estipulada pelo transportador no MDF-e para o pagamento do frete.

Para contratação do Giro CAIXA Transporte, após 24 de janeiro, as empresas de transporte de cargas devem solicitar a habilitação do limite em qualquer agência da CAIXA, mediante avaliação de crédito.

Após a disponibilização do limite, a operacionalização do crédito será realizada digitalmente pelo Gerenciador Financeiro do banco. Já o motorista autônomo receberá o valor à vista por meio de crédito em conta da CAIXA, inclusive Conta Poupança Digital, no CAIXA Tem.

Finanças

Embora possa ajudar, vale lembrar que uma linha de crédito é um empréstimo e que toda empresa precisa ter capital de giro. Sendo assim, o ideal seria que todo empresário, seja grande ou pequeno, tenha um caminhão ou uma frota, tenha algum conhecimento básico de finanças. O Sebrae oferece cursos e materiais gratuitos para o pequeno empresário, clique aqui e veja. Além disso, assista também ao vídeo abaixo.

 

 

Por Paula Toco com informações de Caixa Notícias

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui