Caminhão tanque com carga ilegal de eletrônicos é apreendido no PR

carga ilegal de eletronicos
Imagem: PRF

A Policia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga ilegal de eletrônicos avaliados em R$ 400 mil, transportados em um caminhão tanque. O flagrante aconteceu na noite da última quinta-feira, 1º, em Cascavel, na região Oeste do Paraná. Os celulares estavam escondidos na mangueira do caminhão.

Leia mais: Roubo de cargas milionárias – relembre 6 casos ocorridos no Brasil

carga ilegal de eletronicos
Imagem: PRF

Por volta das 20h00, uma equipe da PRF abordou um caminhão tanque em frente à Unidade Operacional (UOP) na BR 277. Devido ao extremo nervosismo apresentado pelo condutor os policiais iniciaram uma busca pelo veículo.

carga ilegal de eletronicos iphone
Imagem: PRF

Dentro de uma mangueira do caminhão, os policiais encontraram 220 aparelhos eletrônicos sem nota fiscal. O valor aproximado dos equipamentos de origem estrangeira foi de R$ 400 mil reais.

carga ilegal de eletronicos mangueira
Imagem: PRF

Preso por descaminho, o condutor, um homem de 42 anos, afirmou que pegou os aparelhos de celulares, relógios inteligentes e tablets em Foz do Iguaçu (PR) e levaria para Curitiba (PR).

Ocorrência encaminhada para a Polícia Federal em Cascavel (PR).

 

Receptação de carga roubada

Um passo importante que pode romper a cadeia logística do roubo de cargas é punir quem recepta produtos roubados. As penas para quem rouba, recepta e compra carga roubada foram aumentadas neste ano pela Lei 13.804 e agora pode fazer o motorista ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada.

O crime de receptação inclui situações em que alguém tenta fazer com que outra pessoa, de boa fé, compre, receba ou esconda essa mercadoria ilegal.

A norma penaliza motoristas que forem coniventes com o roubo de cargas e altera o Código de Trânsito Brasileiro.

A lei determina agora que o condutor de veículo utilizado para a prática de receptação, descaminho e contrabando, caso seja condenado por um desses crimes, terá sua CNH cassada ou será proibido de obter a habilitação para dirigir pelo prazo máximo de cinco anos.

 

Por Pietra Alcântara com informações da PRF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui