quinta-feira, junho 13, 2024

Concessionária libera pedágio de caminhões com doações

A concessionária Ecosul, responsável por alguns trechos da BR-392 e BR-116, está liberando o pedágio dos caminhões com doações. A atitude vem por meio da nova Portaria DG Nº112 que foi atualizada da Portaria DG Nº110. A ação da Agência Nacional de Transportes Terrestres e o Ministério dos Transportes é uma forma de ajudar o Rio Grande do Sul com os estragos das fortes chuvas. 

 

O que diz a nova Portaria?

Nas últimas semanas falamos da Portaria DG Nº110 que veio para flexibilizar as fiscalizações de doações ao RS. Com a declaração de calamidade pública feita pelo Governador do estado, todo o país se mobilizou para ajudar os gaúchos a se reerguer. 

Uma das ações é dispensar os caminhões com doações do Posto de Pesagem Veicular (PPV) e facilitar a passagem desses veículos quanto às abordagens rodoviárias. Na última atualização, a Portaria DG Nº112, trouxe a dispensa de pedágio, além das flexibilizações das regras de Transporte Rodoviários de Cargas (TRC). Veja na íntegra o que diz a atribuição: 

Art. 4º Dispensar do pagamento da tarifa de pedágio nas rodovias federais concedidas, veículos de transporte rodoviário de cargas acompanhados de veículos oficiais transportando donativos destinados ao atendimento da população atingida pela calamidade pública decretada pelo Estado do Rio Grande do Sul.

 

Como fazer a liberação de caminhões com doações?

A Ecosul, concessionária responsável por vias importantes no estado, explicou ao Pé na Estrada como o próprio motorista pode conseguir essa liberação. Segundo a Gerente de Operações, Liliane Costa Firmiano, o procedimento é simples e serve mais para o controle da concessionária. 

“Pedimos para os usuários que estão nesta missão, entre em contato com a concessionária pela ouvidoria e faça o registro da placa com a data e a praça que necessita ter a liberação. Nós fazemos esse registro da forma mais breve possível para que ele siga viagem, mesmo que ele esteja a ponto já de sair de casa, a gente consegue fazer um registro mais rápido”. 

Ela ainda complementa que é importante o registro por ser uma deliberação da concessionária, mas que irá honrar com todos os compromissos fiscais em relação às liberações. A ação foi adotada desde o dia 06 deste mês com o início para os caminhões regionais com destino à capital, o intuito era ajudar principalmente Porto Alegre. 

Conforme Liliane, a medida da concessionária veio antes da Portaria DG Nº112, que orienta a isenção de pedágio de veículos de cargas que estejam acompanhados de escolta oficial. 

Ela acrescenta que a Ecosul também está ajudando o estado com doações em dinheiro para a prefeitura tanto de Pelotas, como de Rio Grande. Além de colocar à disposição recursos de maquinários e mão de obra para a montagem de diques (barreiras de contenção nas encostas dos rios).

 

Quais praças de pedágio a Ecosul é responsável?

O Polo Rodoviário de Pelotas possui 457,3 quilômetros de extensão e é composto pelas rodovias BR 116 – entre Camaquã, Pelotas e Jaguarão, um total de 260,5 quilômetros – e BR 392 – trecho de 196, 8 quilômetros, que corta as cidades de Rio Grande, Pelotas e Santana da Boa Vista.

Ao todo, são cinco praças de pedágios administradas pela Ecosul: 

  1. Pavão – situada na BR-116, km 541;
  2. Retiro – situada na BR-116, km 510;
  3. Cristal – situada na BR-116, km 430;
  4. Capão Seco – situada na BR-392, km 52; e
  5. Glória – situada na BR-392, km 111.

Caso você tenha mais dúvidas de como liberar seu caminhão com doações dessas praças de pedágio, poderá entrar em contato pelo 0800 724 1066. 

 

Veja também: Retomado fluxo na BR-386 e liberado duas pistas da ponte do Rio Taquari (RS)

 

Por Thaís Corrêa 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados