quarta-feira, junho 19, 2024

Governo paulista autoriza acesso na Rodovia Ayrton Senna para instalação de entreposto de alimentos

Nesta semana, o Governo de São Paulo autorizou a abertura de acesso na Rodovia Ayrton Senna (SP-070) para a instalação de um entreposto de alimentos no município de Itaquaquecetuba, na região do Alto Tietê. Um dos objetivos da construção do espaço é desafogar centros de distribuição como a Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) e facilitar o acesso de caminhoneiros, por ser próximo a rodovias de grande fluxo.

Essa é a primeira liberação do Estado para a adequação de rodovias de alto padrão técnico, classificadas como classe zero, à chegada de grandes armazéns de produtos alimentares. O projeto foi avaliado por técnicos da Secretaria de Parcerias em Investimentos e de Agricultura e Abastecimento, com consultas à Artesp, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo.

A localização do entreposto

A autorização foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) da última segunda-feira (24), por meio da Secretaria de Parcerias em Investimentos. O terreno em Itaquaquecetuba tem aproximadamente 753 mil m² – a área construída do futuro entreposto, localizada no km 41 da Rodovia Ayrton Senna, nos sentidos Leste e Oeste, poderá chegar a 300 mil m² – e fica no lote concedido à EcoPistas.

O investimento previsto é de cerca de R$ 800 milhões, com quatro anos para a construção do entreposto, utilizando recursos provenientes do fundo de investimento imobiliário (FII) da Mauá Capital. O espaço deverá receber cerca de 20 mil pessoas por dia e movimentar 4 milhões de toneladas de alimentos por ano, gerando empregos e fortalecendo a economia local.

localização do entreposto
Localização do novo entreposto em Itaquaquecetuba (SP). Imagem: Google Maps

De acordo com o Governo de São Paulo, a construção e utilização do entreposto fortalecerá a integração da cadeia produtiva, garantindo maior eficiência no escoamento de alimentos, além de ter um impacto significativo na redução do trânsito na capital. Além disso, poderá aliviar o fluxo de veículos que frequentemente acessam a capital em direção à Ceagesp, já que o espaço estará próximo a outras rodovias de grande fluxo. Portanto, a escolha do local é estratégica, pois o armazém terá conexões logísticas com a Rodovia Presidente Dutra (BR-116) e com os Trechos Leste e Norte do Rodoanel.

A autorização atende aos critérios estabelecidos pelo Decreto nº 65.543/2019, que aprova o regulamento de autorização de acesso pelas Rodovias dos Bandeirantes (SP-348), dos Imigrantes (SP-160), Castello Branco (SP-280), Ayrton Senna (SP-070), bem como pelo Rodoanel Mário Covas (SP-021), a terrenos lindeiros às respectivas faixas de domínio para a instalação de entrepostos de abastecimento alimentar.

Estrutura prevista

A infraestrutura deverá contar com galpões para armazenamento, processamento e comercialização de produtos alimentícios, especialmente para as regiões do Alto Tietê, ABC, Grande São Paulo e zona leste da capital, que concentra 40% das feiras livres da cidade.

O empreendimento também oferecerá espaço exclusivo para os pequenos e médios produtores locais, além de permitir a instalação de órgãos públicos e serviços.

“Essa autorização é inédita e vai permitir a atração de investimentos muito relevantes para a região do Alto Tietê e que vai beneficiar outras áreas próximas. O Alto Tietê é um grande polo produtor de alimentos, com cerca de 5 mil unidades de produção agrícola, sendo grande parte de agricultores familiares. Esses produtores vão poder escoar a produção com mais facilidade”, destaca o secretário Rafael Benini.

Veja Também: Rodovias de São Paulo terão mais 13 radares

Por Daniel Santana com informações do Governo do Estado de São Paulo e do G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados