quarta-feira, junho 19, 2024

Senado fará audiência pública para discutir denúncias sobre condições de trabalho dos caminhoneiros. Você pode participar

Não é de hoje que os caminhoneiros reclamam das condições de trabalho. Recentemente, um estudo da CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos) revelou que a categoria ganha salários médio de R$3,900 por jornadas de trabalho de 13 horas. O Senado fará nessa quinta-feira (14 de julho) uma audiência pública para discutir denúncias sobre condições de trabalho de caminhoneiros em transportadoras. Você pode participar.

Pautas da audiência

Segundo o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que solicitou a audiência, existem inúmeras denúncias sobre condições desumanas de trabalho por parte das transportadoras com os caminhoneiros. Dentre elas:

  • Colocação de rotas em diferentes regiões que impedem qualquer descanso. Por exemplo, nordestinos com rotas para o sul e sulistas com rotas para nordeste;
  • Motoristas que não puderam retornar para casa por três meses;
  • Troca de caminhão para que a fiscalização não identifique o excesso de horas trabalhadas;
  • Casos de xenofobia regional (preconceito contra pessoas de outra região) e mal tratamento a migrantes e imigrantes (pessoas de outros estados ou país), sobretudo nordestinos;
  • Uso do sistema de rastreamento para impedir que os motoristas passem perto de casa e possam descansar.
  • Funcionamento indevido desse sistema de rastreamento e bloqueio repentino na estrada. Com isso, os veículos pesados ficam sem resposta do freio e da direção quando estão em velocidade considerável, trazendo riscos por perda do controle do caminhão. 
Senado fará audiência pública para discutir denúncias sobre condições de trabalho dos caminhoneiros
O senador Eduardo Girão solicitou a audiência
Foto: Geraldo Magela? Agência Senado

A audiência será realizada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa e contará com a presença de representantes dos Ministérios Público do Trabalho, e da Previdência; representantes de transportadoras e empresas de logística; motoristas; cooperativas e o coordenador de policiamento de trânsito da Polícia Rodoviária Federal. 

Como participar?

O evento ocorrerá às 9h30 e será interativo, ou seja, o caminhoneiro poderá participar enviando perguntas e comentários, que poderão ser lidos e respondidos ao vivo. Envie suas dúvidas por meio do:

→ Telefone da Ouvidoria do Senado- 0800 061 2211

→ Pelo Portal e-Cidadania (clique aqui)  

Por Jacqueline Maria da Silva com informações do Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados