quinta-feira, junho 13, 2024

ANTT anuncia nova redução nos valores da tabela do piso mínimo de frete de 2023

Nesta quarta-feira (26), a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) anunciou mais uma redução nos valores da tabela do piso mínimo de frete de 2023. É a quarta atualização este ano, sendo a terceira com diminuição dos valores do frete. O reajuste foi publicado no Diário Oficial da União pela Portaria 8/2023 do SUROC (Superintendente de Serviços de Transporte Rodoviário e Multimodal de Cargas) da ANTT. 

De quanto foi a redução na tabela do piso mínimo de frete?

De acordo com o SUROC, houve variação negativa nos valores em decorrência da retração do preço do diesel S10 de -5,08% na bomba. Esse dado é baseado no levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo e Gás Natural), que detectou que o preço médio do óleo diesel S10 ficou em R$ 5,79 por litro no período avaliado, de 16 a 22 de abril. 

Desse modo, atingiu-se o gatilho para reajuste do piso mínimo de frete, que atualmente está em 5%. Com isso, os valores por operação ficaram da seguinte forma:

  • Tabela A – transporte rodoviário de carga de lotação – redução de 2,15%
  • Tabela B – veículo automotor de carga – redução de 2,44%
  • Tabela C – transporte rodoviário e carga lotação de alto desempenho – redução de 2,62%
  • Tabela D – veículo de cargas de alto desempenho – redução de 2,93%

Para saber os valores detalhados de cada operação de carga, clique AQUI.

Terceira redução do frete: Por que isso está acontecendo?

Dos quatro reajustes da tabela do piso mínimo do frete deste ano, essa é a terceira vez que o valor é reduzido. Na primeira, em janeiro, a queda foi de 3%. No terceiro reajuste houve categoria em que os valores reduziram quase 4%. E, agora, esses valores caíram quase 3% novamente. Com tanta redução, mesmo em um cenário de inflação e a economia ainda se equilibrando, fica a pergunta: Por que o valor da tabela frete do caminhoneiro só cai?

Gatilho do frete

Isso está acontecendo porque os reajustes citados acima seguem a Lei nº 14.445/2022, aprovada no governo de Jair Bolsonaro. Nela foi determinado um novo gatilho para reajuste da tabela quando os valores do diesel mudarem na bomba. Antes, esse gatilho era de 10%, a lei reduziu para 5%, ou seja, a cada mudança que cause oscilação do combustível de 5%, para mais ou para menos, como foi o caso, a tabela de frete é recalculada. 

Se o combustível só vem caindo, o que é uma boa notícia para quem trabalha no transporte, seria importante uma avaliação dessa lei. Isso porque o gatilho foi alterado para 5% pois na época havia muita oscilação de valores do diesel na bomba para cima, o que fazia o frete subir. Agora, o frete só tem caído e quem se prejudica é o estradeiro.  

Como calcular o frete?

O Pé Na Estrada possui uma calculadora exclusiva para cálculo do frete. Basta preencher as informações solicitadas no formulário sobre o tipo de carga, quilômetros rodados e quantidade de eixos. Clique na imagem abaixo para acessar a nossa calculadora de frete. É muito fácil de usar e gratuita.

Cálculo Frete

Por Jacqueline Maria da Silva com informações da ANTT.

4 COMENTÁRIOS

  1. Ninguém paga valor de frete em cima da tabela, por isso é que vemos a nossa frota envelhecer e não ter a expectativa de renovação.

  2. Na questão do preço do frete é complicado né, exemplo sobem na tabela exemplo $1.00 e depois baixa $ 1.80 aí fica impossível trabalha . Estou parando com o transporte e mandando os motoristas embora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados