domingo, julho 3, 2022

Aprenda a calcular com a nova tabela de frete

Matéria publicada em 04/06/2018 e atualizada em 21/01/2019.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT divulgou no dia 30 de maio, a nova tabela de frete, com preços mínimos referentes ao quilômetro rodado na realização de fretes por eixo carregado. A fixação de uma tabela de frete foi uma das exigências dos manifestantes durante a greve dos caminhoneiros.

nova_tabela_de_frete

Várias medidas foram prometidas por parte do governo federal para que caminhoneiros cessassem as paralisações. Mas quais dessas medidas já estão valendo? Confira no link.

Em 8 de agosto, a tabela mínima foi sancionada pela presidência, sendo publicada no Diário Oficial no dia 9 de agosto.

As tabelas têm caráter obrigatório para o mercado de fretes do país e foram elaboradas em conformidade com as especificidades das cargas e estão divididas em: carga geral, a granel, frigorificada, perigosa e neogranel. As informações são da EBC.

Os valores da tabela de frete mínimo devem ser alterados sempre que o preço do diesel tiver variação de mais de 10%. Além disso, de acordo com a lei, o piso mínimo deve ser reajustado duas vezes por ano, sempre nos dias 20 de janeiro e 20 de julho, sendo válidas para o semestre em que forem editadas. 

É importante lembrar que os valores estabelecidos pela tabela são valores mínimos. Isso significa que se o motorista fizer seus próprios cálculos e chegar à conclusão de que o frete deve ser mais alto, ele tem o direito de cobrar um valor acima do indicado na tabela. 

 

Como funciona?

Os valores da tabela definem quanto deve ser cobrado dependendo da quantidade de eixos de caminhão e quilômetros a serem rodados. Os valores atuais da tabela foram divulgados no Diário Oficial de 17 de janeiro – clique para ver na íntegra.

O Pé na Estrada tem uma calculadora online, que facilita o cálculo do frete. Para usá-la, você precisa saber:

  • o tipo de carga a ser carregada
  • quantidades de eixos do seu caminhão (cavalo+carreta)
  • distância a ser percorrida

Para que você entenda como os cálculos são feitos, temos um arquivo com os valores por eixo/km. Confira dois exemplos de fretes calculados e entenda como a nova tabela de frete funciona.

POR EXEMPLO:

Um motorista fará rota São Paulo x Rio de Janeiro com um caminhão trucado, transportando móveis. Essas são as informações sobre a viagem que serão usadas:

  • tipo de carga: móveis (carga geral)
  • quantidades de eixos: 3 eixos
  • distância: 431 km

nova_tabela_de_frete_geral

Então, de acordo com a tabela, o valor cobrado por frete será referente à quantidade de eixos multiplicado pela quilometragem a ser rodada. Neste caso: R$ 3,06 x 431 km.

O frete custará R$ 1.318,86.

Esse é o valor do frete apenas de ida. Se a viagem não tiver retorno garantido, o estradeiro deve cobrar o valor do frete em dobro.

 

OUTRO EXEMPLO:

Um motorista fará a rota Goiânia x Belo Horizonte, com um bitrem. O veículo é um caminhão tanque. Essas são as informações sobre a viagem que serão usadas:

  • tipo de carga: combustível (carga perigosa)
  • quantidades de eixos: 7 eixos
  • distância: 910 km

nova_tabela_de_frete_perigosa

Então, de acordo com a tabela, o valor cobrado por frete será referente à quantidade de eixos multiplicado pela quilometragem a ser rodada. Neste caso: R$ 4,34 x 910 km.

O frete custará R$ 3.949,40.

Assim como o exemplo anterior, esse é o valor do frete apenas de ida. Se a viagem não tiver retorno garantido, o estradeiro deve cobrar o valor do frete x 2.

 

E você, o que achou da nova tabela de frete?

Por Pietra Alcântara

15 COMENTÁRIOS

  1. Seria muito bom se o mesmo governo que de BOCA falou o preço de tabela dos fretes .
    Também colocar fiscalização nas estradas dando plenos poderes aos nobre polícias federal para conter e abordar os caminhos solicitando as famigeradas cartas de frete e aprendendo os que estivesse fora das normas da NTT.
    Como também fiscalizando as transportadoras e punindo severamente com multas rigorosas .
    AGORA FALAR DE BOCA PREÇOS DE TABELA DOS FRETES E DEPOIS SAI DE PERTO TENDO DEIXADO HÁ CERTEZA NA CABEÇA DOS INDIOTAS QUE ELE FEZ ALGUMA COISA POR NÓS .
    ISSO É RIDÍCULO DÁ DE BOCA EU TAMBÉM DOU QUERO VER É FAZER SE CUMPRIR .
    ASS. José Francisco Alves
    Motorista de caminhão KYT-7I02

    • José, como os textos sobre isso dizem, é preciso fazer denúncias, é facil ficar esperando alguém lutar por você, para que você receba seus direitos, mas através de denuncias a aplicação da lei será feita. E com multas bem significativas:

      “A divulgação de fretes abaixo dos valores da tabela de fretes também é irregular e pode render multa ao anunciante, no valor de R$ 4.975,00.

      Mas, para que a ANTT possa fiscalizar e multar empresas que não estejam pagando os valores da política de frete mínimo para o transporte rodoviário de cargas, é necessário que os caminhoneiros façam denuncias à ANTT por meio da Ouvidoria do órgão. O telefone de contato, forma mais rápida de denunciar, é 166, e pode ser usado de qualquer região do país.”

      Denuncie, e também, denuncie as empresas que não fornecem vale pedágio (não pode ser em dinheiro)
      A empresa que não apga, deve pagar uma multa de 2x o valor do frete para o caminhoneiro, e também ressarcimento do pedágio gasto pelo mesmo.

    • Por exemplo estou em Guarulhos-SP e vou fretar para Praia Grande-SP, são 62km.
      Agora você checa sua tabelinha e vai ver na coluna de veículos de 1 a 2 eixos onde o seu se encaixa.
      Use a primeira linha como referência que é de 1 a 100, porque são 62km. Sua van são dois eixos que custará R$4,30 por Km rodado.
      Agora você multiplica R$4,30 por 62km que é iqual à R$S266,60.
      Lembrando que isto é para carga geral, outros tipos de gargas podem custar valores diferentes.

      • Bom na minha opinião o transporte ficaria uns 80%melhor com essas tabela de frete se houvesse fiscalização na estrada e se houvesse também punições encima dos atravessadores que leva a maior parte do frete apenas para emitir o manifesto do frete . E também melhoraria se a nossa classe se concientisasse nós valores dos frete e não transportar abaixo da tabela (o famoso frete retorno). Se eu saio de São Paulo com um frete de 10,12 ou 15 mil Reais e rodo 3000 km pra Fortaleza a distância é a mesma voltando o meu gasto é o mesmo,e pq cartela lá pra voltar só por valor do óleo diesel.se é pra voltar só por óleo eu mesmo volto vazio e já voltei várias vezes até mesmo se é pra não ganhar nada também não quero ter dor de cabeça com produtos dos outros

  2. Esse valores da tabela de frete é contando o frete ou é livre. Ex. Caminhão 3/4 saindo de sp para Mogi Guaçu 163km de ida 3 pedágio e voltando vazio pela transportadora e empresa qual seria o valor do frete. Porque pelo cálculo da tabela seria 426 mas a empresa não paga pedágio.

  3. Se não esta bom com a tabela?! Deixe como esta. Ai eles te pagam o que bem entender sem ao mesmos vc ter uma ideia da tabela de preços e acionar a fiscalização.

  4. Pessoal, essa tabela parece que é de 2019. Existe uma mais recente? Ela é atualizada? procurei na internet mas só encontrei publicada no diario oficial em 2019. Alguém tem essa informação?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados