segunda-feira, junho 17, 2024

Concessão de Pedágio do Paraná é adiada para 2023

O cronograma de concessão do novo pedágio do Paraná, que faz parte das “Rodovias Integradas do Paraná”, foi adiado mais uma vez, agora para 2023. A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) alegou que precisava responder a mais de 5 mil contribuições da população paranaense recebidas por meio de audiência pública.

Concessão do pedágio é adiada pela terceira vez

O programa de concessão dessa rodovia foi lançado em fevereiro de 2021 e estava previsto para ocorrer em novembro do mesmo ano, assim que os contratos das antigas concessionárias fossem encerrados. Porém em abril, a ANTT adiou o cronograma por ter recebido mais de 5 mil contribuições da sociedade paranaense em audiência pública. Isso porque a agência alegou a necessidade de responder e considerar as sugestões enviadas que alteravam o projeto inicial. Por este motivo, a concessão foi adiada para o segundo trimestre de 2022.

No entanto, devido à algumas mudanças no modelo de concessão, foi necessário refazer o plano/ cronograma antes de enviar para análise do TCU (Tribunal de Contas da União), logo, o leilão foi prorrogado para o quarto trimestre de 2022. Por fim, o novo adiamento fez com que a assinatura dos contratos ficasse para o primeiro trimestre de 2023. 

O contrato de concessão das Rodovias Integradas do Paraná terá 6 lotes e um investimento total de mais de R$ 45 bilhões para obras e melhorias de cerca de 3 mil quilômetros de rodovias. As concessionárias vencedoras terão contrato vigente por 30 anos. 

Leia também: Ibama fornece licença prévia para reconstrução da BR-319, no Amazonas. Será que resolve o problema de abandono da rodovia?

Por Jacqueline Silva com informações da NTC & Logística e ANTT.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados