quinta-feira, julho 7, 2022

Diesel sobe quase 25% de uma única vez

Após semanas de conflitos entre Rússia e Ucrânia e uma escalada nos preços do petróleo no mercado internacional, a Petrobrás anunciou nesta quinta-feira a subida dos preços dos combustíveis nas refinarias. Todos deverão ter altas expressivas, mas o destaque é o diesel, que sobe quase 25% de uma única vez.

Represamento dos preços

Com o crescimento no preço do petróleo no mercado internacional e a política de paridade de preços da Petrobras, era impossível que os valores não subissem. Na semana passada, comentamos em nosso podcast que a diferença entre o preço internacional e os valores praticados internamente pela Petrobras era a maior em décadas. Maior, inclusive, do que em épocas em que a petroleira não praticava a paridade (ouça no podcast abaixo).

Sendo assim, todo mundo sabia que era uma questão de tempo até que os preços subissem.

Novos valores

Novos valores dos combustíveis
Imagem: PNE

Os novos valores serão aplicados a partir de amanhã, 11 de março, e serão os seguintes:

  • O litro do diesel passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 – um aumento de 24,9%;
  • O litro da gasolina passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 – um aumento de 18,77%;
  • O quilo do GLP passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 – um aumento de 16%.

Em seu comunicado oficial, a Petrobras destaca que estava há 57 dias sem reajustes e, para o GLP, já eram 152 dias sem mudanças. A empresa destacou ainda que:

“Apesar da disparada dos preços do petróleo e seus derivados em todo o mundo, nas últimas semanas, como decorrência da guerra entre Rússia e Ucrânia, a Petrobras decidiu não repassar a volatilidade do mercado de imediato, realizando um monitoramento diário dos preços de petróleo.

Após serem observados preços em patamares consistentemente elevados, tornou-se necessário que a Petrobras promova ajustes nos seus preços de venda às distribuidoras para que o mercado brasileiro continue sendo suprido, sem riscos de desabastecimento, pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras.

Adicionalmente, a redução na oferta global de produto, ocasionada pela restrição de acesso a derivados da Rússia, regularmente exportados para países do ocidente, faz com que seja necessária uma condição de equilíbrio econômico para que os agentes importadores tomem ação imediata, e obtenham sucesso na importação de produtos de forma a complementar o suprimento de combustíveis para o Brasil.”

Embora os valores só comecem a valer amanhã, muitos postos já estão aumentando de preços hoje, alegando precisar da verba extra para comprar o combustível amanhã.

Valores do piso mínimo de fretes

Valores do piso mínimo de fretes
Imagem: PNE

A política de piso mínimo de frete está totalmente ligada ao valor do diesel. A lei garante que, sempre que o combustível variar acima de 10%, seja para cima ou para baixo, a tabela será ajustada. A lei diz, no entanto, que isso vale para os valores na bomba. Como a chegada desse aumento deve levar alguns dias para estar totalmente repassada na bomba, a mudança de valores não deve acontecer nos próximos dias. Ainda assim, espera-se que a ANTT reveja os valores da tabela em breve.

Por outro lado, a preocupação do setor é se caminhoneiros e transportadores conseguirão repassar esse novo custo para o frete.

Veja também: Calculadora de frete, clique aqui

Por Paula Toco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados