quinta-feira, julho 18, 2024

Governo autoriza aporte financeiro para a manutenção de três rodovias alagoanas

Foi assinada na última sexta-feira (17) pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, uma ordem de serviço que irá destinar R$ 45,3 milhões para a manutenção de três rodovias alagoanas que ligam as regiões norte e sudeste: BR-423/AL, BR-316/AL e BR-110/AL. Os serviços serão executados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Os serviços de manutenção nas rodovias

A BR-316 começa em Belém (PA) e termina em Maceió (AL), cortando os estados do Pará, Maranhão, Piauí, Pernambuco e Alagoas. De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a primeira etapa das obras de manutenção será a revitalização da BR-316/AL, entre Canapi, em Alagoas, e Inajá, Pernambuco. O trecho tem 49 quilômetros, com a utilização de microrrevestimento do km 35 ao km 49 e a revitalização do km 0 ao km 35.

Por fazer ligação com Norte e Nordeste, a rodovia é considerada a espinha dorsal do estado de Alagoas e tida como um importante corredor de escoamento de produtos comercializados na região.  Com isso, as obras vão levar avanços de infraestrutura viária ao sertão alagoano e beneficiar desde pequenos produtores aos maiores fornecedores de matéria-prima do estado, como a cana-de açúcar, por exemplo.

As mudanças na região

“Com a assinatura da ordem de serviço, serão mais de 40 mil moradores alagoanos beneficiados com as obras estruturantes de infraestrutura, que vão trazer mais segurança aos motoristas. Vamos revitalizar as rodovias do estado, gerar emprego, desenvolver a região e construir um futuro próspero em Alagoas”, afirmou o ministro Renan.

Vale destacar que a ordem de serviço também permite que o DNIT execute serviços de reparo na BR-423/AL entre os km 0 ao km 105,5 que vão beneficiar municípios de Delmiro Gouveia, Inhapi, Ouro Branco, Água Branca, Canapi e Pariconha. Já na BR-110/AL vão ocorrer serviços de manutenção na extensão da rodovia.

Veja Também: Governo Federal estima que concessões de rodovias no Nordeste sejam concluídas até 2023

Por Daniel Santana com informações do Ministério da Infraestrutura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados