segunda-feira, junho 17, 2024

Concessionária substituirá balança por pesagem de caminhões em movimento na Via Dutra

A CCR RioSP informou que começará a fazer a pesagem dos caminhões em movimento em alguns trechos da Via Dutra (BR-116). Segundo a empresa, a operação prevista em contrato de concessão, terá início ainda esse mês pela ANTT, a Agência Nacional de Transportes Terrestres. No momento, está na fase de testes e ajustes.

O novo sistema de pesagem foi instalado nos seguintes pontos da Via Dutra:

  • Km 179 da pista sentido São Paulo, em Guararema (SP);
  • km 0 da pista sentido Rio de Janeiro, em Queluz (SP);
  • km 307 da pista sentido São Paulo, em Resende (RJ);
  • Km 223 da pista sentido São Paulo, em Paracambi (RJ.)

De acordo com a concessionária, a pesagem em movimento traz alguns benefícios como: diminuição na ocorrência de acidentes; conservação do pavimento, devido à redução de veículos com sobrepeso na rodovia; melhora no fluxo de veículos pela redução de longas filas de pesagem; e gerenciamento de tráfego.

Concessionária substituirá balança por pesagem de caminhões em movimento na Via Dutra
Foto: Divulgação CCR RioSP

Como acontecerá a pesagem dos caminhões na Via Dutra? 

Atualmente, a pesagem é feita por meio da balança seletiva, que fica no chão. O caminhão passa em velocidade reduzida por cima dela para fazer a aferição. Na Dutra, esse modelo será desativado e substituído pelo de pesagem em movimento. 

No novo modelo, o monitoramento do peso é realizado por meio de sensores instalados no pavimento e câmeras de reconhecimento óptico (OCR) que ficam em pórticos. Para chegar à pesagem correta do caminhão em movimento, esses equipamentos fazem a classificação, leitura de placas e o dimensionamento (altura, comprimento e largura). Esses dados são combinados com a leitura das características dos veículos.

Com isso, os motoristas que passarem pelo sistema serão avisados, por Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs), se estão acima do limite de peso. Os veículos que atenderem ao limite de peso permitido poderão seguir viagem, já os veículos que acusarem excesso de peso, serão obrigados a entrar no posto de pesagem e fiscalização.

O procedimento será monitorado por câmeras com imagens panorâmicas que identificam a placa. Logo, ao descumprir o pedido de entrada no posto, o ato será caracterizado como infração. 

Leia também: Concessionária vai cobrar pedágio por eixo suspenso de veículo com carga e documento fiscal em aberto entre Goiás e Tocantins. 

Por Jacqueline Maria da Silva com informações da CCR RioSP.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados