quarta-feira, julho 6, 2022

Governo pretende lançar medida para renovação de frota de caminhões

Na segunda-feira, o jornal Estadão publicou atualizações sobre o RENOVAR (Programa de Aumento da Produtividade da Frota Rodoviária), que pretende garantir a troca de caminhões velhos por novos. Segundo o veículo de informação, o governo pretende publicar em breve uma Medida Provisória para renovação de frota de caminhões e ônibus que pagará até R$ 30 mil por veículo velho. 

O programa de renovação de frota

O plano já é discutido por montadoras e segmentos do transporte há pelo menos 20 anos pretende iniciar a troca com caminhões, ônibus e implementos rodoviários. Entre os objetivos do programa estão:

  • Realizar a troca por veículos com menor emissão de poluentes e menos consumo de diesel;
  • Promover um destino adequado aos veículos antigos como desmanches credenciados;
  • Reciclagem veicular;
  • Melhorar a produtividade e eficiência logística rodoviária;
  • Diminuir acidentes.

A ideia, de acordo com Ministério da Economia, é que a iniciativa seja voluntária, na qual o proprietário leve seu veículo até os pontos credenciados por órgãos de trânsito e receba em troca o valor de mercado. Segundo a pasta, já existe infraestrutura de desmanche para tal operação. 

Ainda, de acordo com a notícia do Estadão, uma pesquisa do Sindipeças (Sindicato das Empresas de Autopeças) mostrou que, do total de caminhões em circulação no Brasil, em 2020, 56% tinham de seis a 15 anos e 27% acima de 16 anos. 

Governo pretende lançar medida para renovação de frotas de caminhões
Programa pode pagar até R$30 mil em veículos antigos

A Iveco, fabricante de caminhões e ônibus, com sede em Sete Lagoas, Minas Gerais, venceu uma licitação da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) para criar um piloto do projeto com renovação de veículos pesados. Uma parceria com uma de suas concessionária já abriu a possibilidade de aquisição de 50 caminhões com mais de 30 anos.

Os valores pagos devem ser de R$20 mil para veículos leves e R$ 30 mil para pesado e semipesado. Valor esse que poderá ser usado para compra de outro caminhão ou para outros fins. As peças deverão ser trituradas para não haver aproveitamento algum. 

Já está valendo?

Vale destacar que a medida ainda não foi publicada, portanto, não dá para ter certeza das condições. Principalmente se considerarmos que esse programa já foi prometido muitas vezes mas nunca saiu do papel. Sendo assim, o mais seguro é esperar a publicação da MP.

O mesmo pensa a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). Em nota, a associação declarou que se manifestará sobre o tema somente após a publicação da Medida Provisória, cujo teor ainda precisa ser avaliado em termos de impactos para o setor de pesados.

 

Por Jacqueline Silva com informações do Estadão 

 

 

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem renovação da frota as prestações será compatível com o frete que recebemos haverá carência será pagável
    Pois com o preço do diesel como está só sobra 25 por cento do faturamento bruto mensal contando já com depreciação gastos com pneus troca Óleo motor
    salário INSS isso é a realidade.

  2. Tenho interesse em comprar um caminhão mais novo;mas tenho medo de não conseguir pagar.
    Frete muito baixo ,e muitos caminhões rodando a baixo do preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados