domingo, maio 29, 2022

Resgate da história do campo por meio de tratores antigos

Em meio a tanta tecnologia na Agrishow 2022, encontramos uma exposição que resgata a história do campo por meio de tratores antigos. “Memórias do Campo” reuniu um acervo com 15 peças aberto a visitas, onde colecionadores puderam expor suas máquinas.

“É muito interessante colecionar tratores porque ele remete muito ao passado da Agricultura, aos nossos antepassados e todo sacrifício que foi chegar até a tecnologia que temos hoje”, comenta o educador financeiro José Vignoli, 60 anos, de São Paulo.

Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
José Vignoli é colecionador de tratores e faz parte do Clube de Trator que organizou o evento junto a Agrishow 2022

Mas não apenas os colecionadores que se interessaram pelos veículos. Bastava ligar o motor de algum dos tratores para que uma multidão curiosa se reunisse em frente ao espaço. “O maior movimento aqui é quando eu funciono os tratores porque eles fazem barulhos esquisitos que não tem nada a ver com os barulhos de hoje”, explica João dos Anjos Duarte, conhecido como João Trator.

Resgate da história do campo por meio de tratores antigosJoão, 52 anos, é mecânico especialista em tratores e foi o responsável por reunir os itens expostos, grande parte deles restaurados em sua oficina na cidade de São Carlos, interior de São Paulo. “Nasci dentro da oficina, meu perfume é gasolina”, brinca.

A exposição na Agrishow teve sua primeira amostra na feira em 2018, com modelos de tratores diferentes do disponíveis na edição de 2022. Embora a ideia pareça inusitada, João relata que existem outros museus de tratores e até eventos específicos com a temática.

“Em São Carlos temos uma festa tradicional que chama tratorada. Em Orlândia e Holambra existem museus de tratores e tem muita coleção particular em São Paulo e Paraná. Como os amantes de carro antigo, tem os amantes de tratores antigos e com a Agrishow isso tende a se expandir e ficar cada vez com acesso mais fácil ao público, acrescenta.

Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
José Duarte recebeu os visitantes e explicou o funcionamento dos tratores durante a exposição

Memórias do campo: Exposição de tratores antigos na Agrishow 2022

Para compor o acervo foram escolhidos modelos lançados entre 1950 e 1960 de colecionadores da região. Entre os modelos estavam o Lanz Bulldog D8501 (1951) e um Ford 8BR (1962), considerado o mais novo do acervo. De acordo com João, os veículos fabricados a partir desse ano já não são considerados como antigos.

Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Lanz Bulldog D8501 – 1951
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Ford 8n -1951

As “relíquias” da exposição foram os chamados “testa quente”, com motores ligados com fogo e que necessitam de ao menos 15 minutos para começar a funcionar. “A gente costuma falar que a mecânica é bem atrasada. Hoje você aperta o botão e o trator já está trabalhando”, explica João.

Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Farmall 1954
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Farmall 1954 vista lateral
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Massey-Harris modelo 22- 1954
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Massey-Harris modelo 22- 1954
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Landini L35-1956
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Landini L35-1956
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Cockshutt 50- 1957
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Massey Ferguson- 1958

Para o mecânico, a tecnologia trouxe facilidade para as pessoas por meio dos sistemas de monitoramento e localização, como GPS e sobretudo pelo conforto, aspectos que também trouxeram maior produtividade no campo. Ainda assim, ele revela que possui dois tratores antigos que utiliza para o plantio em seu sitio em São Carlos, e para fazer suas romarias.

“A gente faz aquela Romaria para Aparecida do Norte que dá 540 km por terra. Os colecionadores se juntam e a gente vai para Aparecida de trator”.

Um deles estava exposto na feira, o Ursus, 1959 que ele descreve como quase um veículo de Guerra. Proveniente da Polônia, foi produzido com ferro e materiais pesados e exigia muita força braçal para dar partida. Assim como os demais tratores antigos o combustível podia ser desde óleo diesel até óleo queimado.

Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
John Deer 730 1958
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Ursus C451- 1959
Ursus C451- 1959
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Ford 8BR- 1962
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Ford 8BR- 1962
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Coleção Ford
Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
Coleção Ford

João explica que o acervo é um berço de tratores e que ajuda a conscientizar as pessoas sobre as dificuldades de antes com relação ao trabalho no campo. “Tem que ver e valorizar o que nossos pais fizeram para poder produzir alimento”.

Resgate da história do campo por meio de tratores antigos
CTB 2400- 1976

A exposição ocorreu entre os dias 25 e 29 de abril apenas para apreciação, o que não evitou a oferta de pessoas interessadas em adquirir os tratores. João que permaneceu orientando os visitantes diz que aproveitou a oportunidade para fazer a sua propaganda.

“Quando algum colecionador vir aqui no estande e quiser comprar eu entrego o meu cartão porque eu tenho tratores para vender e posso pegar também o serviço de quem já tem um trator desse para eu restaurar”, conclui.

Conheça também o acervo de caminhões antigos que conta a trajetória de uma família.

Por Jacqueline Maria da Silva

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados