segunda-feira, junho 24, 2024

Após risco de desabastecimento, Petrobras anuncia alta de 25,8% no preço do diesel

A Petrobras anunciou ajustes nos preços do diesel. O litro do combustível aumentará em R$ 0,78 a partir desta quarta-feira (16), chegando a R$ 3,80, um aumento de 25,8%. A gasolina A também sofrerá ajustes nos valores.

Alterações no preço do diesel

Para o diesel, a Petrobras elevará em R$ 0,78 por litro o seu preço médio de venda do diesel A para as distribuidoras, que passará a ser de R$ 3,80 por litro, um aumento de 25,8%. Considerando a mistura obrigatória de 88% de diesel A e 12% de biodiesel para compor o diesel vendido nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 3,34 para cada litro vendido na bomba.

A petroleira destaca que, no ano, apesar desse aumento, a variação acumulada do preço de venda do diesel A da Petrobras para as distribuidoras é de menos R$ 0,69 por litro.

A empresa estatal destaca que o valor efetivamente cobrado ao consumidor final no posto também é influenciado por outros fatores, como impostos, mistura de biocombustíveis e margens de lucro na distribuição e revenda.

Recentes restrições na oferta de diesel

Recentes restrições na oferta de diesel
Imagem: PNE

Na última semana, você viu no penaestrada.com.br que várias distribuidoras de diesel vinham alegando dificuldades devido à restrições na oferta do diesel. Segundo a Abicom, Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis, a escassez de oferta tem sido notada em muitos estados. Por outro lado, a Petrobras soltou uma nota ressaltando que não enfrentava nenhum problema em suas operações.

A Abicom apontou que 16 estados haviam indicado problemas no abastecimento devido à demora na reposição dos estoques. Esse problema foi relatado por caminhoneiros que enviaram mensagens ao Programa Pé na Estrada da Rádio Massa, afirmando que estavam enfrentando filas muito mais longas que a média para carregar caminhões-tanque de diesel.

Conforme especialistas, as dificuldades surgiram devido às mudanças na política de preços da Petrobras, que não segue mais a paridade internacional. Consequentemente, a estatal manteve o preço até hoje, não repassando o aumento do combustível no mercado externo. A diferença entre o preço do diesel vendido no Brasil e no exterior já estaria em R$ 1,29 por litro, o que inviabilizava a concorrência de outras importadoras. Ao mesmo tempo, a Petrobras não consegue, sozinha, dar conta de toda a demanda interna por diesel.

E a gasolina?

Por sua vez, a gasolina A terá um acréscimo de R$ 0,41 por litro em seu preço médio de venda para as distribuidoras, passando a ser R$ 2,93 por litro, o que representa um aumento de 16,3%. Ao considerarmos a obrigatória mistura de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a formação da gasolina comercializada nos postos, a participação da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 2,14 por litro vendido na bomba.

Vale ressaltar que os preços da gasolina não foram ajustados desde o dia 1° de julho.

Veja Também: Petrobras anuncia fim da política de paridade internacional nos preços de combustíveis

Por Daniel Santana com informações da Agência Petrobras e do UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados