O que muda com a nova legislação sobre iluminação dos veículos?

O que muda com a nova legislação sobre iluminação dos veículos?
O que muda com a nova legislação sobre iluminação dos veículos?

Você está atento a tudo que diz respeito as regras para condução dos veículos? No dia 20 de junho, o CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) divulgou a Resolução 970/22, que regulamenta as características e especificações dos sistemas de sinalização e iluminação dos veículos. O que muda com a nova legislação?

Legislação sobre Iluminação dos veículos 

Antes da Resolução 970/22, todos os itens ou modificações referentes a iluminação que não viessem de fábrica eram proibidos. A mudança no novo texto foi sútil, mas abre brecha para a mudança na iluminação dos veículos, desejo antigo de muitos caminhoneiros. Segue o trecho:

Art. 11. A substituição de lâmpadas originais dos sistemas de iluminação ou sinalização de
veículos por outras de potência ou tecnologia diferentes, assim como a instalação de novos dispositivos, somente pode ocorrer se o uso dessas lâmpadas estiver previsto em manual ou literatura oficial do fabricante do veículo.

Isso significa que, se por exemplo, um veículo não vier com xenon (gás usado para potencializar a luz do farol), mas vier no manual ou a fabricante divulgar algum comunicado autorizando a aplicação do elemento em determinado modelo, o condutor ou dono poderá fazer a alteração.

O que muda com a nova legislação sobre iluminação dos veículos?
Foto Pé Na Estrada

A nova legislação mantém ainda que o veículo não pode ter mais de oito faróis ou lanternas acesas, ou seja, ligados ao mesmo tempo, exceto a DRL, que é a luz diurna quando dá partida no carro. Essa não é considerada nesse cálculo. 

Outro ponto é que o veículo não pode ter luzes estrobofóbicas, aquelas usadas em carros oficiais, como da polícia, ou ambulâncias, por exemplo. Adesivos, pinturas e películas entre outros elementos não autorizados pelo Inmetro, também não são permitidos na lanterna e faróis. 

No entender do Pé Na Estrada, essa permissão, que entrou em vigor desde 1 de julho, pode ser considerada uma das promessas feitas na gestão do então Ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas, assim como a liberação de capas porcas nas rodas

Assista também o vídeo de Trucão e Toco sobre a mudança da iluminação dos veículos.

Por Jacqueline Maria da Silva com informações do vídeo de Paula Toco. 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. No caso especifico , o “entender” do Pé na Estrada é absolutamente irrelevante ! Mas mesmo assim valou a “forcinha” ao agora candidato a governador de SP Tarcísio de Freitas , alias merecida ,pois foi o melhor ministro da pasta a estrutura e setor de transporte que o Brasil ja teve !

    • Por isso mesmo deixamos claro o que é fato do que é nossa opinião, assim, as opiniÕes podem ser ignoradas por quem não achá-las relevantes. Nossa intenção não é dar força ou tirar força, apenas ligar acontecimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui