segunda-feira, maio 23, 2022

Ônibus elétricos são testados em linhas de São Paulo

Os ônibus elétricos já são uma realidade no Brasil. Em 2019, a montadora chinesa BYD, que já fabricava caminhões elétricos, começou a testar os veículos movidos 100% a eletricidade em linhas de transporte da Bahia. Em 2021, São Paulo possuía uma frota de 18 veículos elétricos na zona sul da capital, segundo a BYD. Agora, a empresa testa mais algumas unidades, que estão nas mãos de mulheres motoristas de coletivo. 

Rutiléia Eva de Carvalho, 38 anos, foi uma das cinco condutoras escolhidas para dirigir uma das unidades em teste. “Fico feliz que a empresa tenha adquirido uma frota de 100 ônibus elétricos dando oportunidades para os motoristas, mais empregos”, declara. 

A motorista, que atua há 3 anos em uma empresa de transporte urbano, relata que já conduziu veículos a diesel e comparou as qualidades. O conforto, a facilidade para manobrar, que gera menos cansaço físico, e menor ruído do motor, foram as principais diferenças relatadas por Rutiléia.

Mulheres motoristas testam ônibus elétrico em linhas se São Paulo
Rutiléia Eva de Carvalho foi uma das escolhidas para testar o ônibus elétrico da BYD Foto: Reprodução de vídeo cedido pela assessoria da BYD

De acordo com a fabricante BYD, os ônibus são 100% nacionais, ou seja, fabricados no Brasil, adaptados a realidade do país. Já são 60 unidades circulando em 12 cidades e até o final de 2021 a pretensão era chegar a 100. 

Dentre as vantagens do modelo estão: a durabilidade de 15 anos do veículo, um custo com combustível seis vezes menor do que os movidos à diesel e o carregamento do veículo que pode ser a energia fotovoltaica e elétrica, com baterias desenvolvidas pela empresa, a queda na emissão dos poluentes e diminuição da poluição sonora.

Mulheres testam ônibus elétrico
Frota de ônibus elétricos da fabricante chinesa BYD
Foto: Divulgação/ BYD

Em 2018, Ieda Oliveira, a vice-presidente da Associação Brasileira de Veículo Elétrico (ABVE) na época, relatou a pressão por parte da indústria de veículos pesados no país para atrasar a implantação desse sistema de transporte e que poderia haver a criação de exigências para homologação de veículos elétricos. Quatro anos depois, o Brasil caminha na direção de modelos mais sustentáveis inseridos no dia a dia da população brasileira. 

De acordo com a montadora BYD, existe a previsão no aumento da demanda de e pedidos de cidades preocupadas com a melhoria da sustentabilidade e qualidade de vida e que o mercado da eletromobilidade se consolide em 2022. Uma das fábricas, localizada em Campinas, possui capacidade de produção de 2 mil chassis de ônibus elétricos por ano.

Leia ainda: Como veículos comerciais elétricos podem mudar a dinâmica do Transporte 

E não são apenas os ônibus que avançam nas tecnologias que diminuem a emissão de gases. Nesse podcast recente do Fazendo Rastros falamos sobre os planos da empresa alemã MAN de começar a construir caminhões elétricos em 2024.

Por Jacqueline Silva com informações da assessoria de imprensa da BYD

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados