quarta-feira, julho 24, 2024

Sistema Rio-Valadares ganha 18 novas bases de serviços operacionais

Desde a última quarta-feira (22), usuários das BR-116, BR-465 e BR-493, rodovias que formam o Sistema Rodoviário Rio-Valadares, passam a contar com novas 18 bases de serviços operacionais ao longo do percurso.

Previstas no contrato de concessão assinado pelo Governo Federal com a concessionária EcoRioMinas, as estruturas terão atendimentos médico e mecânico de emergência 24 horas por dia.

As bases de serviços

Ao todo, são 10 estruturas em Minas Gerais e oito no estado do Rio de Janeiro, entre os mais de 726,9 km que liga o Rio de Janeiro (RJ) a Governador Valadares (MG). Os espaços contam com salas, banheiros, conexão à internet, entre outras facilidades. As bases abrigam ainda veículos operacionais da concessionária, incluindo ambulâncias, guinchos e caminhões-pipa, entre outros. A frota à disposição dos usuários conta com 29 ambulâncias, 19 guinchos, cinco caminhões-pipas e cinco veículos para resgate de animais.

Caso o condutor esteja rodando por alguma dessas rodovias e precise de ajuda, basta solicitar o serviço de socorro médico e mecânico gratuito, 24 horas, nos números 0800 116 0493 ou 0800 116 0465 (para deficientes auditivos).

ANTT autoriza cobrança de pedágio nas praças de Viúva Graça (RJ) na BR-116/465/493/RJ/MG
Divulgação: EcoRioMinas

Segundo a concessionária, as obras nessas estradas devem gerar em torno de 130 mil empregos, proporcionando desenvolvimento e aumento de renda para as localidades impactadas: desde cidades com menos de 5 mil habitantes até a capital do Rio de Janeiro, com mais de 6 milhões de habitantes.

Vale destacar que o sistema Rio-Valadares representa um importante corredor logístico para o país, pois faz a integração do Sudeste com o Sul e o Nordeste do país. A BR-116 e as demais vias concedidas à EcoRioMinas têm papel importante no escoamento da produção agropecuária, industrial e mineral do país. Os trechos das rodovias sob concessão atravessam 36 municípios.

Investimentos ao longo do contrato

ANTT, Minfra e EcoRioMinas assinam o contrato para concessão da BR-116/465/493/RJ/MG
Trecho da BR-493, na cidade de Magé (RJ). Imagem: Google Maps

De acordo com a concessionária, devem ser aplicados aproximadamente R$ 20 bilhões ao longo dos 30 anos de concessão, entre recursos para operação e manutenção e novos investimentos. Dentre os aportes a serem realizados pela gestora do sistema rodoviário estão:

  • a duplicação de 303 quilômetros de pistas;
  • implantação de 255 quilômetros de faixas adicionais;
  • 775 acessos;
  • 65 passarelas;
  • 534 paradas de ônibus;
  • 12 praças de pedágio.

Também estão previstos dois pontos de parada para caminhoneiros e três áreas de escape na Serra de Teresópolis (RJ). A empresa deverá seguir padrões internacionais de segurança viária, com foco na prevenção de acidentes, e fazer a compensação ambiental das emissões de carbono relativas à operação.

Pelo cronograma estabelecido em contrato, no primeiro ano a EcoRodovias fará as obras emergenciais de reparos de pavimentação, sinalização, iluminação, passagens inferiores e superiores, passarelas de pedestres, drenagem e estrutura de contenção, além das próprias bases operacionais. Do segundo ao quinto ano começarão as obras de recuperação da rodovia.

Veja Também: ANTT autoriza cobrança de pedágio nas praças de Viúva Graça (RJ) na BR-116/465/493/RJ/MG

Por Daniel Santana com informações do Ministério da Infraestrutura e da EcoRioMinas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados