SOS Estradas estima que mais de 2 mil pedestres morreram em rodovias brasileiras em 2021

SOS Estradas estima que mais de 2 mil pedestres morreram em rodovias brasileiras em 2021
SOS Estradas estima que mais de 2 mil pedestres morreram em rodovias brasileiras em 2021

Os acidentes em rodovias não envolvem apenas os estradeiros, mas todos aqueles que fazem uso da via para suas atividades rotineiras, como é o caso dos pedestres. Pois bem, o SOS Estradas analisou dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e DPVAT (Danos Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) e identificou que mais de 2 mil pedestres morreram em rodovias brasileiras no ano de 2021.

De acordo com o Anuário da PRF, 893 pedestres morreram em rodovias federais e 2.211 ficaram feridos. Com relação as rodovias estaduais, São Paulo registrou 962 mortes, Rio Grande do Sul, 153 e Paraná 77. Ou seja, o volume de óbitos destes três estados somados ao das rodovias federais já alcança uma marca de 1.367 mortes de pedestres em 2021. Segundo o coordenador do SOS Estradas, se somado todos os estados, o número ultrapassaria 2 mil mortos e 7 mil feridos. 

Outra informação que reforça essa estimativa diz respeito aos dados sobre indenizações. Segundo a Seguradora Líder, que administra o DPVAT até 2020, naquele ano foram pagas 9.177 indenizações por morte de pedestres em rodovias e vias urbanas. O SOS Estradas não pode fazer a análise do ano de 2021, pois a Caixa, que passou a administrar o DPVAT, não disponibilizou dados do ano em destaque. 

Não tivemos acesso ao Anuário da PRF, uma vez que os órgãos do governo fornecem conteúdo limitado durante o período eleitoral, em cumprimento à lei nº 9.504/1997.

SOS Estradas estima que mais de 2 mil pedestres morreram em rodovias brasileiras em 2021
O número de pedestres feridos pode ter ultrapassado 7 mil pessoas em 2021 segundo SOS Estradas

Acidentes em rodovias atingem todos os envolvidos 

Os acidentes prejudicam a vida de todos, de pedestre a condutores, todos acabam sofrendo as consequências. Já trouxemos diversas matérias que tratam da falta de segurança nas estradas e aumentam os riscos de acidentes com mortes. Dentre as questões e queixas relacionadas aos eventos nas rodovias estão:

Recentemente, o Senado debateu as condições de trabalho dos caminhoneiros contratados por transportadoras por meio de uma Audiência Pública. O Estradeiro deve sempre estar atento para tudo que envolva sua segurança. Com isso, é possível reduzir os acidentes, sobretudo os com vítimas fatais, tanto por parte do motorista quanto dos pedestres. 

Por Jacqueline Maria da Silva com informações da notícia do Estradas.com.

1 COMENTÁRIO

  1. Entendo que pedrestes e ciclistas não devem circular em auto estradas federais e estaduais. Deveria se proibido.
    As pessoas e ciclistas assumem grande risco de vida ao ingressarem em auto estradas, principalmente à noite.
    Na realidade, acostamento nessas rodovias existe para atender emergência dos veículos motorizados.
    Além disso, os pedágios são cobrados para VEICULOS AUTOMOTORES usarem as rodovias, com conforto e segurança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui